Prolactina alta , o que é ?

O que é a Prolactina alta?
A Prolactina alta consiste no excesso de produção de um hormônio chamado prolactina
Quais as causas?
amamentação
As causas podem ser fisiológicas: em estados de gravidez e amamentação. Nesses casos a mulher passa por estados de estresse, sono e faz exercícios de forma irregular, a prolactina sofre alterações bruscas ao longo do dia, sendo mais elevada durante o repouso ou quando a pessoa se expõe em condições de stress ou faz exercícios.
As causas podem ser farmacológicas: Nesse caso, geralmente a prolactina alta é causada pelo uso de medicamentos, inúmeros remédios são responsáveis por esse aspecto, dentre eles estão os antipsicóticos, antidepressivos, atieméticos, ranitidina e a cimeditina, além dos opiáceos, estyrógenos, anti-hipertensivos e até mesmo alguns dos medicamentos anticoncepcionais. Ainda entram para a lista as drogas ilícitas.
Casos de macroprolactina: Pessoas que possuem essa disfunção podem ter grande aumento da prolactina.
Causas patológicas: Pessoas que possuem doenças como hipotireoidismo, doenças hipotalâmico-hipofisárias, prolactinomas, Adenomas mistos, pseudoprolactinas e doenças infiltrativas e inflamatórias tem maior tendência a desenvolver.
Prolactina alta sintomas 
Os efeitos da prolactina alta são:
- a galactorréia (presente no leite): está presente apenas em parte dos pacientes, homens geralmente não apresentam este efeito.
-hipogonadismo: nas mulheres pode se manifestar em fase pós-ovulatória, infertilidade, anovulação, oligomenorréia, amenorreia, menor lubrificação vaginal, seborreia, diminuição da libido, dispauneria (dores ao fazer relações sexuais), hirsutismo moderado e abortos espontâneos.
Já nos pacientes homens, pode vir a causar disfunção erétil, infertilidade, diminuição da libido, ginecomostria (crescimento das mamas masculinas), redução no crescimento de pelos, aumento de gordura abdominal, e hipotrofia muscular.
A prolactina alta pode causar ainda manifestações psicológicas como a ansiedade, a fadiga, a instabilidade emocional, a depressão, irritabilidade ou mudanças bruscas de humor.
Além disso, a prolactina alta pode causar ainda a cefaleia.
A prolactina alta tem cura?
A prolactina alta tem tratamento, este tratamento procura normalizar os níveis de prolactina, é feito geralmente pelo uso de medicamentos e em alguns casos o paciente pode ser submetido a cirurgias hipofisárias e radioterapias.
Se tratada corretamente os níveis da prolactina podem ser controlados e mantidos levando a uma grande melhoria.



Outros Artigos

Astaxantina: alguns a chamam de o melhor antioxidante do mundo – protege os olhos, o cérebro e previ

Astaxantina: alguns a chamam de o melhor antioxidante do mundo – protege os olhos, o cérebro e previne as rugas

Ler mais

Magnésio Tipos de...

Tipos de mágnésio

Ler mais

KEFIR Os Inúmeros Benefícios do Probiótico

Os Inúmeros Benefícios do Probiótico Kefir    

Ler mais

SiliciuMax

SiliciuMax®

Ler mais

Vitaminas, sua falta, causam Depressão e Transtornos de Humor

Carências Nutricionais que Causam Depressão e Transtornos de Humor  

Ler mais

Vitamina D e depressão

A deficiência de vitamina D e a depressão  

Ler mais