Lugol e Tireoide

Existem inúmeros minerais e oligoelementos necessários ao organismo humano; de entre eles o iodo desempenha um papel particularmente importante. A toma de suplementos iodados é, aliás, utilizada e reconhecida há mais de uma centena de anos. O químico francês Jean Lugol deu o seu nome a um preparado iodo-iodurado explorado desde o século XIX, que visa remediar as disfunções da tiróide. Nos últimos anos, esta fórmula voltou a ganhar um interesse considerável, na sequência da descoberta das suas inúmeras outras propriedades. 

Para um funcionamento ideal da tiróide 

A função principal do iodo reside na síntese das hormonas tiroideias T4 e T3 pela tiróide. O Dr. David Bronstein, um dos maiores peritos mundiais na área da tiróide e do iodo, considera que 95% da população sofre de deficiência de iodo. O recurso à solução de Lugol oferece assim, um meio eficaz e simples de compensar estas deficiências. 

Em 2007, o Dr. Chris Robin publicava a obra "Iodine remedies: secrets from the sea" mostrando outras propriedades curativas da mistura iodo-iodeto de potássio, tanto na utilização interna com em aplicação tópica, com – entre outras – acções benéficas contra o crescimento tumoral, nos quistos dos ovários, contra as reacções alérgicas e auto-imunes, nas cicatrizes queloidianas, nas fístulas, nas hemorróidas, nos quistos sebáceos, nas infecções vaginais e tanto na doença de Dupuytren como na de Lapeyronie. 

Contra as doenças fibrocísticas 

Deve-se, contudo, ao Dr. Jonathan V. Wright o mérito de ter aprofundado as novas aplicações desta solução de iodo-ioduretada. Demonstrou, em particular, que a formação de quistos da mama na mulher (doença fibrocística) atingia mais de 50% das mulheres menopáusicas ou na peri-menopausa e que um tratamento à base de solução de Lugol, durante três a seis meses, à razão de apenas 9 gotas diárias em média, poderia erradicar estas fibroses císticas, sem originar a interrupção do funcionamento da tiróide. 

Um tratamento curativo e preventivo contra determinados tipos de cancro 

Segundo outras investigações, a solução de Lugol poderia intervir como agente preventivo e curativo de alguns cancros, e mais particularmente no cancro da mama. O mecanismo explicativo resultaria da capacidade do iodo interagir com os estrogénios. Na verdade, o iodo propicia o metabolismo do estrogénio e do 16-alfa-hidroxiestrona – estrogénios cancerígenos – em estriol, que é um estrogénio neutro para o organismo. 

De entre outros estudos, os do Prof. Abraham e seus colaboradores insistiram na relação estreita entre o cancro do pulmão e a insuficiência de aporte de iodo. As mulheres japonesas com aportes suficientes de iodo apresentam as mais baixas taxas de cancro do pulmão e também de cancro dos ovários e do útero. Como complemento da alimentação, a toma diária de 60 gotas de Lugol permite cobrir as necessidades básicas em iodo e aproximar-se da média japonesa, sem ter forçosamente de adicionar algas (laminárias, wakame, kelp) a todas as refeições. 

Esta solução pura não tem qualquer dos agentes vulgarmente adicionados como desinfectantes (tipo cloreto de benzalcónio). Pouco dispendiosa, eficaz e de largo espectro de acção, esta solução pode e deve fazer parte dos indispensáveis da farmácia familiar. 

Precauções de utilização: não utilizar a solução de Lugol como adjuvante ou suporte de curas de emagrecimento, pois este produto aumenta o metabolismo da tiróide; de igual modo, é contra-indicada a sua associação com doses fortes de cafeína devido a um possível efeito excitante.



Outros Artigos

Astaxantina: alguns a chamam de o melhor antioxidante do mundo – protege os olhos, o cérebro e previ

Astaxantina: alguns a chamam de o melhor antioxidante do mundo – protege os olhos, o cérebro e previne as rugas

Ler mais

Magnésio Tipos de...

Tipos de mágnésio

Ler mais

KEFIR Os Inúmeros Benefícios do Probiótico

Os Inúmeros Benefícios do Probiótico Kefir    

Ler mais

SiliciuMax

SiliciuMax®

Ler mais

Vitaminas, sua falta, causam Depressão e Transtornos de Humor

Carências Nutricionais que Causam Depressão e Transtornos de Humor  

Ler mais

Vitamina D e depressão

A deficiência de vitamina D e a depressão  

Ler mais