O Poder da Mente Emagrece

Qı emagreça com o poder da mente
Obesidade é um problema de saúde. Além de dietas, uma técnica chamada Qi Mental (leia-se qui mental) também é opção para livrar-se dos quilinhos extras. Nesse caso, a idéia é emagrecer controlando a força do pensamento

POR SIMONE CUNHA


Só quem precisa de verdade, sabe o quanto é difícil emagrecer. A obesidade prejudica a saúde, a estética e cria uma série de complexos. Mas, muitas vezes, não basta querer perder os quilos extras. São necessárias determinação e disciplina. Abrir mão de quitutes, fazer exercícios e tomar remédios específicos são algumas das opções para alavancar a mudança. Porém, nem sempre isso surte o efeito desejado.

Pensando nisso, o médico Ysao Yamamura, chefe do setor de medicina chinesa da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) criou o Qi Mental, uma técnica que utiliza o poder da mente para vencer a obesidade. O método, não tem nada a ver com inteligência, por isso não se refere à sigla Q.I. (que mede quociente intelectual de cada um). A palavra Qi significa energia, e é isso que garante o sucesso do tratamento. "Para dar certo, é imprescindível que a pessoa queira, sinceramente, emagrecer.

Não adianta buscar a técnica porque a família pediu, o médico indicou ou funcionou com um amigo", ressalta Yamamura. O especialista revela que, num primeiro momento, é preciso identificar o que está dando origem ao distúrbio. Geralmente, segundo ele, a resposta está no passado. "É necessário cortar o mal pela raiz", adverte. Por isso, na primeira consulta, o paciente tem que ligar a memória. As informações e as lembranças vão auxiliar o médico a identificar o problema.

O Qi Mental será aplicado a partir desse diagnóstico. Não há uma receita única, cada pessoa engorda por um motivo e cada um se relaciona com a obesidade de forma diversa. "Os exercícios de mentalização, portanto, são individuais. Mas existem pensamentos que favorecem a todos", afirma Yamamura.

Imagem magra
"Tudo que você imagina está na realidade", diz o médico. Por isso, não adianta fazer dietas e exercícios para emagrecer, se a pessoa não consegue se imaginar magra. Segundo ele, quem está acima do peso precisa mentalizar o corpo ideal. "Só não vale pensar, por exemplo, quero perder 10 quilos em 1 mês", destaca. O médico informa que o cérebro não entende números. O ideal é imaginar-se magro numa situação futura, como uma festa ou aquela viagem já planejada.

"A mente trabalha com a imagem e não com o peso", explica. Para facilitar, ele ensina uma técnica: se você já foi magro, escolha uma foto em que está com o corpo ideal, aquele que gostaria de voltar a ter. Olhe a foto, feche os olhos e crie a sua imagem magra. Transfira essa realidade para o momento presente até o ponto de, ao abrir os olhos, olhar-se no espelho e conseguir se enxergar magro.

Isso pode ser difícil para quem está acima do peso desde a infância. Nesse caso, a dica é copiar a imagem de alguém. Escolha um corpo ideal, aquele que você deseja ter e recrie sua imagem usando essa referência. A mentalização começa no consultório e, em casa, é preciso continuar o tratamento. O médico não associa dieta e atividades físicas nesse processo. "Isso ocorre de maneira natural. O próprio paciente acaba sentindo vontade de controlar a alimentação ou começar a se mexer para acelerar a expulsão dos quilos extras", esclarece.

Sua única orientação em relação à comida é alimentar-se sem culpa. "O obeso costuma carregar cobranças como 'não posso comer' ou quando não resiste 'comi e vou engordar', e isso prejudica o emagrecimento", garante. Entretanto, é complicado livrar-se desse sentimento. Para ajudar, o médico ensina a frase que deve ser usada como um mantra: "Posso comer tudo, um pouco já me satisfaz".

Desde o ano 2000, o Setor de Acupuntura da Unifesp (Universidade Federal de SãoPaulo) utiliza o Qi Mental para tratar a obesidade e outras doenças de origem emocional. Nesse período, centenas de "gordinhos" já conseguiram perder peso. Para o médico, não existem limites, com o poder da mente é possível livrar-se de 30 ou 40 quilos. Basta acreditar!

Pense leve e torne-se leve
Essa é a proposta dos grupos Levemente, coordenados pelas psicólogas especializadas em emagrecimento Maria Amélia Seixas e Cristiane Marques, do Rio de Janeiro. Os atendimentos podem ser em grupo ou individuais e a terapia visa os aspectos emocionais envolvidos na obesidade. "Procuramos identificar os hábitos inadequados ligados a pensamentos automáticos e crenças erradas, que fazem com que o indivíduo resista à perda de peso", considera Cristiane. Segundo ela, a auto-imagem é a idéia inconsciente que cada um tem do seu corpo.

Quando essa imagem está deturpada, atrapalha o processo de emagrecimento. "É preciso que uma nova percepção de corpo acompanhe a eliminação de peso, senão a pessoa pode voltar a engordar, porque tenta adequar-se à imagem antiga que mantém de si ", diz. Depois do tratamento, assumir a nova silhueta magra é o principal reforço para a manutenção do peso. A proposta das especialistas não é o de fazer um tratamento rápido, mas duradouro. Na maioria dos casos, as respostas começam a surgir depois de dois ou três meses.

Elas trabalham com terapia verbal e vivencial. "Na terapia verbal, utilizamos técnicas para definir quais as crenças que impedem a mudança de hábitos. Na vivencial, buscamos exercícios que facilitam o contato com emoções reprimidas e que conduzem as pessoas a comer por compensação. Os grupos terapêuticos são um importante aliado na luta contra a balança. As psicólogas têm clientes que já conseguiram eliminar muitos quilos após inúmeras dietas frustradas. E isso só foi possível porque com a terapia fica mais fácil identificar os pensamentos que levam à gula e ao excesso de peso.

 



Outros Artigos

Astaxantina: alguns a chamam de o melhor antioxidante do mundo – protege os olhos, o cérebro e previ

Astaxantina: alguns a chamam de o melhor antioxidante do mundo – protege os olhos, o cérebro e previne as rugas

Ler mais

Magnésio Tipos de...

Tipos de mágnésio

Ler mais

KEFIR Os Inúmeros Benefícios do Probiótico

Os Inúmeros Benefícios do Probiótico Kefir    

Ler mais

SiliciuMax

SiliciuMax®

Ler mais

Vitaminas, sua falta, causam Depressão e Transtornos de Humor

Carências Nutricionais que Causam Depressão e Transtornos de Humor  

Ler mais

Vitamina D e depressão

A deficiência de vitamina D e a depressão  

Ler mais