Raiva intensa aumenta o risco de ataque cardíaco

Raiva intensa aumenta acentuadamente o risco de ataque cardíaco

Segundo estudo australiano, o risco é oito vezes mais alto.

Raiva aguda e intensa pode aumentar substancialmente a probabilidade de um ataque cardíaco. Este é o resultado de um estudo australiano publicado na revista "European Heart Journal: Acute Cardiovascular Care".

O estudo conduzido pela Universidade de Sydney e pelo Royal North Shore Hospital incluiu 313 pacientes que tiveram ataque cardíaco confirmado por angiografia coronária. As pessoas afetadas avaliaram seus estágios de ansiedade e raiva nas 48 horas que antecederam o incidente em uma escala de sete pontos. Ponto 1 foi definido como estado de calma, e ponto 7, como extremamente raivoso (enfurecido, fora de controle, arremessando coisas, ferindo-se e ferindo outras pessoas). O limiar da raiva aguda e intensa (muito irritado, corpo tenso, punhos cerrados, pronto para explodir) foi definido como nível 5.

Sete pessoas - 2,2 por cento - atingiram pelo menos nível 5 dentro das duas horas anteriores ao ataque cardíaco. Com base na frequência habitual de raiva dos participantes, os médicos calcularam que o risco relativo de surgimento dos sintomas de ataque cardíaco dentro de duas horas após atingir nível 5 foi 8,5 vezes mais alto. Níveis mais baixos de raiva ocorrendo mais do que duas horas antes de um ataque cardíaco não foram estatisticamente significantes. Níveis altos de ansiedade (nos dez por cento superiores da escala) foram associados com um risco 9,5 vezes mais alto de desencadear um ataque cardíaco dentro de duas horas.

O estudo oferece prova científica do que vem sendo cada vez mais aceito socialmente - que fatores psicológicos podem, definitivamente, contribuir para o surgimento de ataque cardíaco, disseram os autores. Mesmo que o risco absoluto seja baixo, o perigo não deve ser ignorado e medidas preventivas (técnicas de redução de estresse, medicação) devem ser consideradas para pacientes de alto risco nestes tipos de situações, ou nas horas precedentes, escreveram os autores.



Outros Artigos

Astaxantina: alguns a chamam de o melhor antioxidante do mundo – protege os olhos, o cérebro e previ

Astaxantina: alguns a chamam de o melhor antioxidante do mundo – protege os olhos, o cérebro e previne as rugas

Ler mais

Magnésio Tipos de...

Tipos de mágnésio

Ler mais

KEFIR Os Inúmeros Benefícios do Probiótico

Os Inúmeros Benefícios do Probiótico Kefir    

Ler mais

SiliciuMax

SiliciuMax®

Ler mais

Vitaminas, sua falta, causam Depressão e Transtornos de Humor

Carências Nutricionais que Causam Depressão e Transtornos de Humor  

Ler mais

Vitamina D e depressão

A deficiência de vitamina D e a depressão  

Ler mais