Farinha de Banana Verde e a sua Saúde

Farinha de banana verde: emagrece e reduz risco de diabetes 

O amido resistente dessa fruta evita picos de glicose no seu sangue e traz saciedade

Farinha de banana verde - Foto: Getty ImagesFarinha de banana verde evita acúmulo de gordura e picos de glicose no sangue

A farinha de banana verde é feita justamente com a fruta que ainda não amadureceu. Mas comer uma fruta verde não faz mal? No caso da banana, ela está cheia de benefícios e o principal deles é o tal do amido resistente. Por ser digerido apenas no intestino, e não no estômago, ele traz uma série de benefícios para o nosso organismo, como turbinar a imunidade, melhorar a digestão e até fazer bem aos índices glicêmicos. 

Principais nutrientes da farinha de banana verde

Banana maçã - Composição nutricional (100 g)                   

Nutrientes Banana Maçã Madura Banana Maçã Verde
Calorias (Kcal) 121 100
Proteínas (g) 1,22 1,32
Gorduras totais (g) 0,48 --
Carboidratos (g) 30,19 27,3
Fibras (g) 2,16 3,63

Fonte: Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Universidade de São Paulo (USP) 

A banana verde pode ter de 55 a 93% de seu amido na forma resistente, uma forma de carboidrato muito mais saudável para o organismo e responsável pela maior parte de seus benefícios à saúde, por ser digerido apenas no intestino delgado e não se converter em glicose que será liberada na corrente sanguínea. Além disso, ela apresenta menos sacarose, um tipo de açúcar natural da fruta. 

Além disso, a banana verde tem menos calorias e carboidratos, como é possível verificar na tabela acima, o que ajuda a reverter o ganho de peso. E possui zero gorduras, o que permite a inclusão de outros alimentos com gorduras boas na refeição. Para completar, ela possui mais fibras do que a banana madura também, o que melhora também o trânsito intestinal. 

A farinha mantém os principais nutrientes da banana verde, mas não se sabe ao certo o quanto ela conserva do aminoácido triptofano, por exemplo, precursor da serotonina, neurotransmissor relacionado à sensação de bem-estar. 

Não existe uma tabela oficial da farinha de banana verde, mas dois estudos computaram seu teor de nutrientes e chegaram a mesma composição: 

Farinha de banana verde - 30 g (uma porção)  
Calorias 99,1 kcal
Carboidratos 22 g
Proteínas 0,66 g
Gorduras --
Fibras 2,66 g
Fósforo 57 mg
Cálcio 47,1 mg
Magnésio 9,24 mg
Ferro 0,92 mg
Manganês 0,04 mg

Fonte: Estudo Caracterização da farinha de banana verde. Ciênc. Tecnol. Aliment. vol. 29 no.2 Campinas Abril/Junho 2009; Estudo Composição química de misturas de farinhas de banana verde com castanha do brasil. Rev. Inst. Adolfo Lutz;69(3):396-402, jul.-set. 2010 - Adaptados para porção de 30 gramas 

Além do amido resistente, uma das vantagens da farinha de banana verde são suas fibras. A quantidade recomendada diária de ingestão desse nutriente é de 25 gramas. Duas colheres de sopa de farinha de banana verde (ou 30 gramas), a quantidade diária recomendada, contêm 2,66 gramas de fibras, ou seja, 10% do que você precisa consumir no dia. 

Veja qual porcentagem do Valor Diário* de alguns nutrientes a porção dessa farinha traz:     

  • 10% de fibra
  • 8% de fósforo
  • 7% de carboidrato
  • 6% de ferro
  • 5% de cálcio
  • 3% de magnésio
  • 2% de manganês
  • 1% de proteína.

Benefícios da farinha de banana verde

Banan verde - Foto: Getty ImagesA banana verde é rica em amido resistente, importante para a nossa saúde

Ajuda a emagrecer A banana verde e sua farinha são ricas no tal do amido resistente, e é justamente esse composto que ajuda a controlar a fome. Isso porque eles retardam o processo de digestão, pois sua estrutura cristalina torna sua digestibilidade mais difícil. Dessa forma, ele fica mais tempo pelo estômago, melhorando a saciedade e reduzindo o consumo de alimentos nas refeições seguintes. O que ajuda a reduzir aquela fome que aparece fora de hora, auxiliando o emagrecimento. 

Reduz a produção de insulina Esse é o hormônio que coloca o açúcar para dentro das células. Portanto, quanto mais glicose for liberada na digestão feita estômago, maior a produção dessa substância no organismo. Mas o amido resistente tem uma função semelhante a das fibras, segurando a absorção desse nutriente, e evitando picos glicêmicos. Por isso, ela é considerada um alimento de baixo índice glicêmico. 

Mas por que é bom reduzir a produção da insulina? O problema é que quando ela começa a ficar em alta no corpo constantemente, alguns órgãos começam a se tornar tolerantes a ela, sendo preciso cada vez mais para cumprir a mesma função, gerando o quadro de resistência a insulina, que se não for combatido, pode evoluir para o diabetes tipo 2. Como se não bastasse, a simples presença da insulina em altas quantidades no nosso corpo nos faz depositar a gordura no tecido adiposo, ou seja, aumenta a "massa gorda". 

Melhora o funcionamento do intestino O amido resistente também guarda semelhanças com as fibras nesse aspecto, ele não é digerido no estômago, apenas no intestino delgado. Assim, ele atua no processo fermentativo no cólon, através da ação das bactérias probióticas da microbiota intestinal (flora intestinal). No saldo final, isso ajuda o desenvolvimento dessas bactérias do bem, em detrimento dos micro-organismo presentes no intestino que fazem mal para nossa saúde. Como resultado, temos uma melhor absorção de nutrientes, o que dá ao corpo tudo que ele precisa para funcionar de forma correta. 

Evita constipações Esse efeito positivo no intestino também melhora o trânsito intestinal, o que é acentuado pela presença de fibras. 

Reforça a imunidade No intestino são produzidas cerca de 60% das imunoglobinas, células de defesa do nosso corpo. Portanto, quando o órgão está funcionando bem, nosso corpo fica mais protegido. Além disso, estudos mostram que o consumo de farinha de banana verde pode levar a produção de ácidos graxos de cadeia curta no intestino. Quando eles estão em falta, fica mais fácil para as bactérias nocivas da microbiota intestinal se deslocarem para a corrente sanguínea, aumentando a chance de infecções pelo corpo. 

Diminui o colesterol Assim como a glicose demora mais para ser enviada para a corrente sanguínea, o mesmo ocorre com o colesterol. Além disso, aqueles ácidos graxos de cadeia curta são responsáveis pela redução da absorção do colesterol no intestino. O resultado é que há uma redução do LDL (colesterol ruim). Quem sai ganhando com isso é a nossa saúde, já que o LDL em excesso pode acarretar no acúmulo de placas de gordura nas artérias do corpo, entupindo-as, um quadro chamado aterosclerose. Isso aumenta a chances de infarto ou de AVC, se o bloqueio ocorrer perto do coração ou do cérebro. 

Quantidade recomendada de farinha de banana verde

Os especialistas indicam a ingestão de até duas colheres de sopa ao dia da farinha, o que equivale a 30 gramas do alimento. 



Outros Artigos

Astaxantina: alguns a chamam de o melhor antioxidante do mundo – protege os olhos, o cérebro e previ

Astaxantina: alguns a chamam de o melhor antioxidante do mundo – protege os olhos, o cérebro e previne as rugas

Ler mais

Magnésio Tipos de...

Tipos de mágnésio

Ler mais

KEFIR Os Inúmeros Benefícios do Probiótico

Os Inúmeros Benefícios do Probiótico Kefir    

Ler mais

SiliciuMax

SiliciuMax®

Ler mais

Vitaminas, sua falta, causam Depressão e Transtornos de Humor

Carências Nutricionais que Causam Depressão e Transtornos de Humor  

Ler mais

Vitamina D e depressão

A deficiência de vitamina D e a depressão  

Ler mais